Xiaomi Mi Mix vendas esgotam-se em 10 segundos

Xiaomi Mi Mix vendas esgotam-se em 10 segundos

COMPARTILHE

Xiaomi Mi Mix esteve a venda, mas esgotou-se em nada mais nada menos que uns impressionantes 10 segundos.

A apresentação oficial do Xiaomi Mi Note 2 não deparou com nenhuma surpresa, mas a empresa tinha algo de baixo da manga. Sem esperar, o fabricante deu a conhecer de uma forma paralela o Xiaomi Mi Mix. Foi um pouco estranho devido a que inicialmente não se supôs que a empresa chinesa estava a mostrar um equipamento conceptual, um prototipo ou se realmente era ou não uma unidade comercial.

Graças as dimensões e as formas do Xiaomi Mi Mix ajudou a potenciar a ideia de que até a data não tivemos a oportunidade de conhecer um smartphone assim. No entanto, o phablet é tão real como a empresa referiu o preço e a data de lançamento na China.

Se bem que o modelo mais esperado da marca chinesa era o Xiaomi Mi Note 2, o qual não passou por despercebido, a sua apresentação teve um convidado especial que ninguém poderia estar a espera, o Xiaomi Mi Mix. E o que mais fez impacto foi o facto das suas cotas, e especialmente o seu ecrã e as características técnicas que encantou de primeira a todos os amantes dos phablet.

Um modelo que se colocou de forma imediata e como o mais desejado, mesmo assim quando se conhecia a dificuldade que a sua fabricação faria com que o stock seja muito reduzido. Deste modo, os primeiros a adorarem este tipo de equipamento são residentes na China, o mercado em que se iria estrear hoje, teriam uma pequena oportunidade para fazer o mesmo.

Uma estreia comercial, que se esgotou rápidamente

Chegou o momento em que o largo dia de hoje, coincidiu com a apresentação de dois outros telemóveis, tal como publicamos no artigo: Xiaomi Redmi 4 e Xiaomi Redmi 4A. A data de lançamento do Xiaomi Mi Mix foi produzido nas mesmas circunstâncias que qualquer outro telemóvel da marca, por lotes. No entanto, a grande particularidade de este acontecimento é que as vendas apenas duraram 10 segundos.

mi mix xiaomi mi mix fotos xiaomi mi mix especificações telemóvel xiaomi mi mix xiaomi mix mix 2016 xiaomi mi mix

Este registo supôs-se na quinta parte do que tardaram em esgotar faz uns dias o Xiaomi Mi Note 2. O equipamento, foi apresentado com duas versões com 4GB de RAM e 128GB de memoria interna e 6GB de RAM e 256GB, esgotou-se de uma forma alucinante apesar de que este foi um dos smartphones mais caros que a Xiaomi pôs a venda até a data. E o modelo mais acessível começa com preços cerca de 518 dólares uns 475 euros fazendo o cambio, e o modelo premium, com inserções de ouro de 24 quilates, situa-se com preços de cerca de 600 dólares, uns 550 euros que podem aumentar devido a impostos ou taxas de certos países.

Xiaomi Mi Mix, um “prototipo” com muita procura

Se isso já é impressionante por si mesmo, também és certo que Xiaomi não ofereceu detalhes acerca dos volumes de unidades para venda, o que incluía no primeiro lote de vendas o Xiaomi Mi Mix. Um desfecho que não é relevante dado que é uma pequena coisa que não costuma se proporcionar. No caso do Xiaomi Mi Mix, com ecrã de 6.4 pulgadas sem bordas, é interessante adicionar que este será um modelo especialmente complicado de fabricar, tanto de que de momento esta previsto que a marca consiga ter aproximadamente umas 10.000 unidades por mês. Um detalhe técnico curioso que também torna complicado é que comprar o Xiaomi Mi Mix na Europa, atráves dos distribuidores conhecidos asiáticos, alem do sobre custo que teriam na aquisição devido ao enorme procura de terá o equipamento.

Do mesmo modo, que devemos de testar as primeiras provas em termos de resistência e que não eram para nada mais alem. Durante estas semanas foram registados os primeiros casos em que o ecrã se partiu com demasiada facilidade em caidas que podem acontecer na vida quotidiana. Um detalhe que parece não parece ter prejudicado os potenciais compradores, os resultados estão a vida acerca das primeiras vendas do Xiaomi Mi Mix. Agora falta continuar a seguir a evolução das vendas dos segundos lotes do phablet na China, prevista para o próximo dia 8 de Novembro. Continuará tendo boas vendas o fabricante asiático?

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA